Brasileiro Moro diz que vai desistir da corrida presidencial

O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, durante cerimônia de boas-vindas para receber brasileiros e estrangeiros evacuados da Ucrânia durante missão de repatriação, na Base Aérea de Brasília, em Brasília, Brasil 10 de março de 2022. REUTERS / Adriano Machado / Foto de arquivo

Registre-se agora para ter acesso GRATUITO e ilimitado ao Reuters.com

RIO DE JANEIRO, 31 Mar (Reuters) – O ex-juiz Sergio Moro, que combate a corrupção, desistiu nesta quinta-feira de sua candidatura presidencial, estreitando o campo no que está se tornando uma eleição altamente polarizada de outubro entre o presidente de extrema-direita Jair Bolsonaro e seu rival de esquerda Luiz Inácio Lula da Silva.

Em um dia de agitação política, com a temporada de campanha do Brasil ganhando força, Moro deixou seu partido Podemos para se juntar à União Brasil de direita.

“Para entrar no novo partido, desisto, neste momento, da pré-candidatura presidencial e serei um soldado da democracia para recuperar o sonho de um Brasil melhor”, disse Moro, terceiro nas pesquisas, em comunicado. postou em seu Instagram.

Registre-se agora para ter acesso GRATUITO e ilimitado ao Reuters.com

A saída de Moro levantará questões sobre onde os cerca de 8% dos eleitores que o apoiam vão colocar seu apoio.

Moro fez seu nome liderando a enorme investigação de corrupção ‘Lava Jato’ que prendeu alguns da elite política e empresarial do Brasil – incluindo Lula. Ele então se juntou ao governo de Bolsonaro como ministro da Justiça, antes de se demitir após se desentender com o presidente.

A reputação de Moro sofreu com a briga com Bolsonaro, bem como a decisão do STF de descartar as condenações por corrupção de Lula por viés do Ministério Público.

READ  Brasil está confiante no comércio de carne de frango e suína

Esses episódios transformaram Moro em uma figura divisiva no Brasil, vilipendiada tanto pela esquerda quanto pela direita. Embora mantenha a admiração de centristas e defensores da corrupção, sua campanha presidencial foi difícil.

A de Bolsonaro também.

O ex-capitão do exército perdeu o apoio público por lidar com a pandemia do COVID-19 e enfrenta uma dura luta pela reeleição. Lula obteria 43% dos votos no primeiro turno, ante 26% de Bolsonaro, informou o Datafolha na semana passada.

TRANSTORNO POLÍTICO

As perguntas sobre o futuro de Moro vieram em um dia de outras grandes mudanças no cenário político brasileiro.

Bolsonaro demitiu na quinta-feira 10 ministros do cargo em uma formalidade que abrirá caminho para que eles concorram às eleições para cadeiras no Congresso e governadores e possivelmente reforçarão sua campanha.

Os ministros cessantes incluem nomes de destaque como a ministra da Agricultura Tereza Cristina Dias, o ministro da Infraestrutura Tarcísio Freitas e o ministro da Defesa Walter Braga Netto, que é amplamente esperado para concorrer como vice-presidente de Bolsonaro.

O atual vice-presidente Hamilton Mourão está planejando concorrer a uma cadeira no Senado.

Bolsonaro está apostando que os ex-ministros podem angariar apoio regional e revitalizar sua campanha, que enfrenta ventos contrários com a alta inflação, especialmente para combustível e alimentos.

Suas saídas fazem parte de um jogo maior de cadeiras musicais no Brasil. Muitas das principais figuras políticas do país são obrigadas pela lei eleitoral a tomar decisões cruciais agora sobre suas próprias aspirações eleitorais em outubro.

Registre-se agora para ter acesso GRATUITO e ilimitado ao Reuters.com

Reportagem de Lisandra Paraguassu; Escrito por Gabriel Stargardter; Edição por Brad Haynes, Bill Berkrot e Rosalba O’Brien

READ  IFC manterá ritmo de investimentos no Brasil com foco ambiental

Nossos padrões: Os Princípios de Confiança da Thomson Reuters.

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply

PREFEITURACONCURSOS.COM.BR PARTICIPE DO PROGRAMA ASSOCIADO DA AMAZON SERVICES LLC, UM PROGRAMA DE PUBLICIDADE DE AFILIADOS PROJETADO PARA FORNECER AOS SITES UM MEIO DE GANHAR CUSTOS DE PUBLICIDADE DENTRO E EM CONEXÃO COM AMAZON.IT. AMAZON, O LOGOTIPO AMAZON, AMAZONSUPPLY E O LOGOTIPO AMAZONSUPPLY SÃO MARCAS REGISTRADAS DA AMAZON.IT, INC. OU SUAS AFILIADAS. COMO ASSOCIADO DA AMAZON, GANHAMOS COMISSÕES DE AFILIADOS EM COMPRAS ELEGÍVEIS. OBRIGADO AMAZON POR NOS AJUDAR A PAGAR AS TAXAS DO NOSSO SITE! TODAS AS IMAGENS DE PRODUTOS SÃO DE PROPRIEDADE DA AMAZON.IT E DE SEUS VENDEDORES.
Prefeitura Concursos