BW Energy expandirá sua presença fora do Brasil enquanto a Petrobras dá luz verde à venda de dois clusters

A Petrobras, gigante estatal de petróleo e gás do Brasil, aprovou a venda de dois ativos, localizados no Bacia do Espírito Santo offshore no Brasil, para a BW Energy, uma empresa de E&P de petróleo e gás listada na Bolsa de Valores de Oslo.

No início deste mês, a Petrobras anunciou que o processo de desinvestimento da concessão marítima denominada Aglomerado de Golfinho ainda estava em fase de vinculação, acrescentando que a BW Energy foi convidada para a fase de negociação.

Para lembrar, a Petrobras divulgou sua intenção em janeiro de 2020 de vender toda a sua participação em dois conjuntos de concessões offshore do pós-sal em águas profundas, que são Golfinho e Camarupim aglomerados localizados no Bacia do Espírito Santo. No ano seguinte, em junho, surgiram relatos de que a Petrobras recebeu uma oferta vinculante da BW Energy e DBO Energia para seus campos de Golfinho e foi relatado que a estatal brasileira deveria iniciar negociações bilaterais com o principal licitante logo depois.

Em resposta às recentes especulações sobre a potencial aquisição do campo de Golfinho no Brasil, a BW Energy confirmou na semana passada que estava discutindo com a Petrobras uma potencial compra do Polo Golfinho.

Em atualização nesta quarta-feira, a Petrobras revelou que sua diretoria aprovou a venda de sua participação total no mercado marítimo grupos de concessões denominados Pólo Golfinho e Pólo Camarupim à BW Energia Maromba do Brasil. A empresa destacou que a assinatura do contrato de compra e venda desses dois clusters em águas profundas do pós-sal, localizado na Bacia do Espírito Santo, e as etapas subsequentes serão oportunamente divulgadas ao mercado.

O jogador estatal brasileiro informou que o O valor total da venda é de até R$ 75 milhõese envolve $ 3 milhões pagos na data da assinatura dos contratos de compra e venda, $ 12 milhões a serem pagos no fechamento da transação e até $ 60 milhões em pagamentos contingentes, dependendo dos preços futuros do Brent e ativos desenvolvimento.

READ  Wolf diz que pensou que se qualificar para mensagens DSQ era uma 'piada' desde que Hamilton foi removido do P1 no Brasil.

A Petrobras destacou ainda que esses valores não levam em consideração os ajustes devidos até o fechamento da operação, que está sujeita ao cumprimento de determinadas condições precedentes, como a aprovação pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE) e Agência Nacional do Petróleo . , Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). A venda desses dois clusters está alinhada à estratégia de gestão de portfólio da Petrobras e “A melhor alocação do capital da empresa, visando maximizar valor e maior retorno para a sociedade.”

Em um comunicado separado na quinta-feira, a BW Energy confirmou que sua oferta para adquirir os Clusters Golfinho e Camarupim offshore no Brasil foi aprovada pela Petrobras, acrescentando que a aquisição deve adicionar aproximadamente 9.000 barris de petróleo por dia da produção de petróleo a partir do início de 2023.

A empresa espera a aquisição de 100 por cento de participação operacional operada (WI) nos clusters Golfinho e Camarupim e 65 por cento WI no Bloco BM-ES-23 para ser concluído no primeiro trimestre de 2023. A empresa pretende financiar esta operação através de seu fluxo de caixa e liquidez existente

A estimativa interna da BW Energy para esses ativos é 38 milhões de boe de recursos recuperáveis ​​comprovadospredominantemente petróleo, dos quais 19 milhões de boe desenvolvidos e em produção, e 19 milhões de boe não desenvolvidos, no entanto, a empresa identificou mais 0,7 Tcf de acumulações de gás recuperáveis ​​para potencial desenvolvimento futuro.

Carl K. Arneto CEO da BW Energy, comentou: “Golfinho oferece produção contínua de material e fluxo de caixa no Brasil a um preço atrativo potencial de aumento significativo na exploração de campo próximo e desenvolvimentos em fases. Isso diversificará nossa base de produção, acelerará a construção da organização operacional local e fornecerá uma relação de trabalho estabelecida com as partes interessadas brasileiras antes do desenvolvimento da Maromba.”

Localizado em lâmina d’água entre 1.300 e 2.200 metros na Bacia do Espírito Santo, o Pólo Golfinho compreende a Campo do Golfinhoprodutora de petróleo, a Campo de Canapu, produtor não associado de gás, e o bloco exploratório BM-ES-23. Este bloco de exploração adjacente contém o Descoberta de gás e condensado de brigadeiro e a Petrobras tem 65% de participação, enquanto seus sócios, PTTEP e Inpex, detêm 20% e 15%, respectivamente.

READ  Digestão semanal global de proteínas: China, Brasil, Argentina e American Chicken, Pork and Beef News

Por outro lado, o Pólo de Camarupim adjacente está localizado em lâmina d’água entre 100 e 1.050 metros, compreendendo os campos de gás não produtor de Camarupim e Camarupim Norte.

Com base nos dados da Petrobras, a produção total média do campo de Golfinho de janeiro a maio de 2022 foi de 8,6 mil bpd de óleo e 90 mil m3/dia de gás, enquanto outras áreas não estão em produção. O campo de Golfinho entrou em operação em 2007 e o FPSO Cidade de Vitóriaque pertence à Saipem, trabalha em campo.

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply

PREFEITURACONCURSOS.COM.BR PARTICIPE DO PROGRAMA ASSOCIADO DA AMAZON SERVICES LLC, UM PROGRAMA DE PUBLICIDADE DE AFILIADOS PROJETADO PARA FORNECER AOS SITES UM MEIO DE GANHAR CUSTOS DE PUBLICIDADE DENTRO E EM CONEXÃO COM AMAZON.IT. AMAZON, O LOGOTIPO AMAZON, AMAZONSUPPLY E O LOGOTIPO AMAZONSUPPLY SÃO MARCAS REGISTRADAS DA AMAZON.IT, INC. OU SUAS AFILIADAS. COMO ASSOCIADO DA AMAZON, GANHAMOS COMISSÕES DE AFILIADOS EM COMPRAS ELEGÍVEIS. OBRIGADO AMAZON POR NOS AJUDAR A PAGAR AS TAXAS DO NOSSO SITE! TODAS AS IMAGENS DE PRODUTOS SÃO DE PROPRIEDADE DA AMAZON.IT E DE SEUS VENDEDORES.
Prefeitura Concursos