carnaval: ‘Tanta alegria’: Brasil realiza primeiro carnaval desde Covid

RIO DE JANEIRO (Reuters) – O carnaval do Rio de Janeiro, um festival da carne reluzente e cravejado de lantejoulas, voltou à vida na sexta-feira com os primeiros desfiles de escolas de samba famosos desde que a Covid-19 começou a devastar o Brasil.
Depois de dois longos anos, uma enxurrada de dançarinos e bateristas recuperou o “Sambódromo” da icônica cidade litorânea, seu local dedicado ao desfile de carnaval, que havia sido transformado em um centro de vacinação drive-thru no auge da crise de saúde.
Os desfiles noturnos das principais escolas de samba da cidade nas noites de sexta e sábado são os primeiros desde fevereiro de 2020, marcando um ponto de virada para o Brasil atingido, onde o Covid-19 já matou mais de 660.000, perdendo apenas para os Estados Unidos.

1/9

‘Tanta alegria’: Brasil realiza primeiro carnaval desde Covid

Mostrar legendas

Artistas da escola de samba Imperatriz Leopoldinense desfilam em um carro alegórico durante as comemorações do Carnaval no Sambódromo do Rio de Janeiro, Brasil. (foto AP)

“Estou tão feliz. Acho que muita gente vai chorar quando os desfiles começarem, inclusive eu”, disse Ana Vieira, uma professora de geografia de 48 anos, que estava vestida com um traje branco gigante e cintilante aguardando sua vez de desfilar pela escola de samba Imperatriz.
“Carnaval é vida. Você pode ver a felicidade no rosto das pessoas depois de dois longos anos em casa e com saudades”, disse Vieira, que desfila há 20 anos, à AFP.
Mas as festividades tiveram uma reviravolta trágica antes de começar, quando uma menina de 11 anos morreu após ser ferida em um terrível acidente de carro alegórico durante um desfile de escola de samba de nível inferior na noite de quarta-feira, uma prévia do evento principal.
Ela foi levada às pressas para o hospital, mas morreu na sexta-feira devido aos ferimentos, disseram autoridades da cidade.
A tragédia também atingiu o carnaval do Rio em 2017, quando dois acidentes bizarros com carros alegóricos mataram uma pessoa e feriram dezenas.
Havia temores de que a festa de carnaval fosse cancelada novamente em 2022, depois que as autoridades do Rio a cancelaram no ano passado e a adiaram em dois meses este ano das datas tradicionais – pouco antes da época católica da Quaresma – por temores da variante ômícron.
Mas com mais de 75% dos 213 milhões de habitantes do país sul-americano agora totalmente vacinados, o número médio semanal de mortes por Covid-19 caiu de mais de 3.000 há um ano para cerca de 100 agora – permitindo que o show continue.
Todos os participantes e os 75.000 participantes esperados a cada noite são obrigados a apresentar comprovante de vacinação.
As autoridades da cidade não autorizaram as grandes festas de rua de carnaval conhecidas como “blocos”, mas várias outras menores ainda estão sendo realizadas.
A pandemia deixou os brasileiros cheios de “saudades” – português para “saudade” – pelo carnaval, um vale-tudo de dançar, cantar e festejar de perto que é essencialmente o oposto do distanciamento social.
“Não consegui dormir ontem à noite, estava tão animada”, disse Rita Marcelino, que sambava enquanto se preparava para desfilar com um elaborado traje africano.
“Acordava de dois em dois minutos”, disse a empregada doméstica de 62 anos, que perdeu o emprego e “muitos” amigos e familiares para a pandemia.
Cada escola de samba na competição tem de 60 a 70 minutos para contar uma história em música e dança, a ser avaliada em nove critérios pelo júri.
Os atuais campeões, Viradouro, escolheram como tema o épico carnaval carioca de 1919 – o primeiro celebrado após a devastação de outra pandemia, a gripe espanhola.
“Nenhuma tristeza pode resistir a tanta alegria”, diz a música tema do samba.
Outras escolas escolheram temas carregados de mensagens sociais, com o Brasil enfrentando eleições divisivas em outubro, que devem colocar o presidente de extrema-direita Jair Bolsonaro contra o ex-líder de esquerda Luiz Inácio Lula da Silva.
Das 12 escolas, oito escolheram temas que tratam do racismo ou da história afro-brasileira, questões carregadas em um país onde o atual presidente enfrenta frequentes acusações de racismo.
Seus sambas incluem tratamentos dos protestos do Black Lives Matter; homenagens a dois “orixás”, ou divindades, da religião afro-brasileira; e festas de sambistas negros.
O carnaval também deve fornecer algum alívio necessário para a economia atingida pela pandemia.
Além do redemoinho de carros alegóricos, penas e carne mal coberta, o carnaval é um grande negócio, movimentando cerca de quatro bilhões de reais (US$ 800 milhões) e gerando pelo menos 45 mil empregos, segundo dados oficiais.
Os participantes estavam apenas felizes que a festa estava de volta.
“Tivemos dois anos de tanta escuridão no mundo”, disse Latino Suarez, 45, que viajou de São Paulo para desfilar.
“Brasil sem carnaval não é Brasil. Faz parte de quem somos.”

READ  As tendências emergentes são a transformação digital centrada no cliente para capturar oportunidades

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply

PREFEITURACONCURSOS.COM.BR PARTICIPE DO PROGRAMA ASSOCIADO DA AMAZON SERVICES LLC, UM PROGRAMA DE PUBLICIDADE DE AFILIADOS PROJETADO PARA FORNECER AOS SITES UM MEIO DE GANHAR CUSTOS DE PUBLICIDADE DENTRO E EM CONEXÃO COM AMAZON.IT. AMAZON, O LOGOTIPO AMAZON, AMAZONSUPPLY E O LOGOTIPO AMAZONSUPPLY SÃO MARCAS REGISTRADAS DA AMAZON.IT, INC. OU SUAS AFILIADAS. COMO ASSOCIADO DA AMAZON, GANHAMOS COMISSÕES DE AFILIADOS EM COMPRAS ELEGÍVEIS. OBRIGADO AMAZON POR NOS AJUDAR A PAGAR AS TAXAS DO NOSSO SITE! TODAS AS IMAGENS DE PRODUTOS SÃO DE PROPRIEDADE DA AMAZON.IT E DE SEUS VENDEDORES.
Prefeitura Concursos