Congresso no Brasil leva a epidemia de emergência

A Câmara dos Deputados do Congresso brasileiro aprovou um projeto de lei para renovar bilhões de dólares em ajuda emergencial a milhões de brasileiros que lutam contra a epidemia de COVID-19, embora os legisladores ainda estejam trabalhando nos detalhes

RIO DE JANEIRO – A ação para renovar bilhões de dólares em ajuda emergencial para milhões de brasileiros que lutam em meio à epidemia de COVID-19 aprovada na Câmara dos Deputados na quinta-feira, os legisladores ainda estão trabalhando em detalhes.

O projeto, que já foi aprovado pelo Senado, permite que sejam gastos no máximo US $ 44 bilhões – US $ 7,9 bilhões – embora não especifique quanto da ação inicial as famílias receberão, nem por quanto tempo. O ministro da Economia, Paulo Quitus, disse anteriormente que deveria ser entre 175– $ 375 meses, até quatro meses.

No ano passado, um esquema semelhante de transferência de dinheiro de 330 bilhões de arroz ajudou quase 70 milhões de brasileiros, quase um terço da população, e se orgulha de ter ajudado a evitar o agravamento da crise econômica. Mas foi interrompido em 31 de dezembro.

No porto do Rio de Janeiro, há muito evacuado, Tasiana Nacimento Costa, de 34 anos, disse que o financiamento de emergência no ano passado ajudou a alimentar seus dois filhos e que a vida tem sido muito mais difícil desde que foi fechado.

Costa, que normalmente ganha a vida vendendo água engarrafada e outras bebidas nas ruas, disse que sua renda caiu de cerca de 200 riy para 50 ou 70 riy por dia. Com o recente aumento de casos e mortes no COVID-19, ele teme pegar o vírus, não trabalhando mais, contando apenas com o auxílio-família, um programa de assistência governamental independente.

READ  Os melhores 30 Maquiagem Ruby Rose para você

Se os valores citados por Qudis forem aprovados, a epidemia trará a ela um adicional de $ 18 por mês. “Isso ajuda porque eu não posso trabalhar no momento”, disse Costa. “Mas isso não muda muito a minha situação.”

O programa do ano passado aumentou a popularidade do presidente brasileiro, Jair Bolzano, cujas avaliações despencaram desde o fim.

Isso ajudou a prevenir uma recessão ainda mais profunda na maior nação da América Latina. A economia do Brasil encolheu 4,1% no ano passado, prevendo uma queda de 5,3% no Fundo Monetário Internacional em abril de 2020.

O pior momento da epidemia passa no Brasil. O número de novos casos de COVID-19 ainda está aumentando, com um novo recorde de 2.286 mortes relatadas na quarta-feira. Novas medidas destinadas a controlar a atividade, ou fortalecer as existentes em alguns estados brasileiros, também podem adicionar pressão financeira aos pobres do Brasil.

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply

Prefeitura Concursos