Explicado: Por que o Brasil fala primeiro na Assembleia Geral das Nações Unidas

Durante o debate público semanal, que começou na terça-feira, delegados de todo o mundo, incluindo o primeiro-ministro Narendra Modi, farão uma palestra na Assembleia Geral das Nações Unidas (AGNU) em Nova York. De acordo com uma lista de oradores provisórios divulgada pela AGNU, o primeiro-ministro Modi deve falar em 25 de setembro.

Durante a discussão, que será amplamente considerada como um destaque da reunião anual, as discussões se concentrarão no impacto da epidemia do governo, mudança climática e conservação.

Tradições de longa data ainda regem muitas das práticas seguidas pelas Nações Unidas hoje. Da ordem dos palestrantes à duração de seus discursos, tudo se enquadra em um complexo conjunto de tradições e leis. A discussão geral do corpo é dividida em duas seções a cada dia – sessão da manhã e sessão da tarde.

Boletim de Notícias | Clique para obter as melhores descrições do dia na sua caixa de entrada

Todos os anos, desde a 10ª AGNU em 1995, o Brasil se dirige à primeira delegação, seguido pelos Estados Unidos. Após os dois primeiros discursos, a ordem dos palestrantes não foi ajustada e baseou-se em fatores como o nível de representação e a importância do palestrante como representante do país.

Mas por que o Brasil fala primeiro?

O Brasil foi o primeiro palestrante no Debate Geral Anual da AGNU por mais de seis décadas. Embora alguns presumam que a sequência é determinada em ordem alfabética, esse não é o caso. Essa tradição remonta aos primeiros anos das Nações Unidas, após sua formação imediatamente após o fim da Segunda Guerra Mundial.

Naquela época, a maioria dos países relutava em se dirigir à sala no início. Na época, só o Brasil se ofereceu para falar primeiro.

READ  Os melhores 30 Placa Mae Lga 1151 para você

Alguns dizem que a tradição remonta a antes de 1947, quando o principal diplomata do Brasil, Oswaldo Aranha, presidia a primeira sessão extraordinária da legislatura. Ele também foi eleito Presidente da Segunda Sessão da Assembleia Geral. Desde a 10ª sessão em 1955, o Brasil sempre falou primeiro, seguido pelos Estados Unidos, com algumas exceções.

Este ano, o presidente de extrema direita do Brasil, Jair Bolzano, deu continuidade à tradição ao fazer seu discurso inaugural na Conferência Internacional na terça-feira.

Então, por que a América está indo em seguida?

Na lista de palestrantes, os Estados Unidos sempre ficam atrás apenas do Brasil por ser o país-sede. O presidente dos EUA, Joe Biden, discursou na sala na terça-feira, descrevendo sua visão para uma nova era da diplomacia em seu primeiro discurso da AGNU desde que assumiu o cargo no início deste ano.

Qual é a ordem do debate público?

Inicialmente, o debate público foi aberto pela Presidente da Assembleia Geral, este ano a chanceler equatoriana, Maria Fernanda Espinosa Corsez. Posteriormente, o secretário-geral da ONU, Antonio Guterres, apresentará o relatório anual sobre as atividades da organização. O debate começa depois que o presidente faz um discurso.

READ  Os melhores 30 elizabeth gaskell para você

Como a ordem dos alto-falantes restantes é determinada?

Depois dos Estados Unidos e do Brasil, a escolha dos palestrantes depende de muitos fatores. Normalmente, essa ordem é determinada pela qualidade dos delegados – chefes de estado, chefes de governo, príncipes herdeiros e chanceleres estarão nos palestrantes iniciais, seguidos por delegados e embaixadores.

Outros critérios, como equilíbrio geográfico, também desempenham um papel na determinação da ordem.

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply


Copyright © prefeituraconcursos.com.br.
prefeituraconcursos.com.br is a participant in the Amazon Services LLC Associates Program, an affiliate advertising program designed to provide a means for sites to earn advertising fees by advertising and linking to Amazon.com.br. Amazon, the Amazon logo, AmazonSupply, and the AmazonSupply logo are trademarks of Amazon.com, Inc. or its affiliates.
….
Prefeitura Concursos