Faces da Morte: Edição Brasil

Na semana passada, quase todos os lugares do mundo bombearam em algum momento. Ei, às vezes acontece. Começou em Bells and Shipsterns Bluff durante a Páscoa, seguido logo por Teahupoo abrindo para a temporada do mesmo sistema de tempestades. (Este mesmo swell está atingindo a costa sul do Havaí enquanto falamos, e depois no México e nas Américas.) A costa leste dos Estados Unidos viu seu melhor dia de surf durante todo o inverno de um Noreaster em movimento rápido. Enquanto isso, no Pacífico Norte, o Japão viu o surf do tufão Malakas no início da semana, que caiu no Pacífico e enviou um swell muito tardio para fechar o Maverick’s para o ano na sexta-feira. E para não ficar para trás, no Atlântico Central, o Brasil desfrutou de seu maior swell do ano até agora, e duas das principais ondas do Rio – Itacoatiara beachbreak e Shock – enlouqueceram por alguns dias por um punhado de carregadores locais no início do semana. (Ah, e BTW, o mundo ainda não terminou de bombear. Fiji está olhando para uma corrida louca, mais a caminho de Teahupoo, Havaí e Américas. Fique atento a isso.)

Choque. (Chocante.) Foto: Lucca Biot

“Sabíamos que seria um swell enorme quando vimos a previsão, só não sabíamos como chegaria”, disse o fotógrafo local Matheus Couto. “Não era realmente a melhor direção para Shock e o beachbreak de Itacoatiara, mas saímos de manhã cedo para ver como estavam as condições. Quando chegámos ao beachbreak, as condições estavam muito boas e o Pedro Calado animou-se e disse que ia remar. Antes que ele remasse, fui ao Shock para ver como era, e vi provavelmente as maiores ondas que já vi por aí – era perigoso, pesado e grande! ”

READ  Os melhores 30 mediunidade para você

Pedro Calado. Vídeo: Matheus Couto

“Itacoatiara é um lugar tão especial para mim”, disse Pedro Calado. “Todos os locais são muito simpáticos comigo, me sinto em casa lá, e a cada swell que vejo que tem chance de fazer um bom dia em Itacoatiara, vou lá. Desta vez, eu sabia que seria grande e meu objetivo era remar no beachbreak para conseguir um grande barril. Quando cheguei, vi ondas lindas, mas difíceis. Mas na minha primeira onda, fui abençoado e peguei esse belo barril em um lugar que não é tão comum, porque quando Itacoatiara é grande, as ondas costumam ser bagunçadas. Foi minha primeira e única onda do dia, mas eu estava empolgado. No dia seguinte, resolvi voltar, e consegui outro barril ótimo, condições menores, mas era um barril profundo e também me empolguei!”

Pedro Calado. Foto: Tony D’Andrea

Enquanto o beachbreak em Itacoatiara estava fazendo ocasionalmente coisas mágicas, a laje de rocha rasa conhecida como Shock, logo abaixo da estrada, estava oferecendo algumas paredes de água muito malvadas para algumas equipes de reboque malucas. Como é normal neste local, muitos foram tentados, poucos foram bem sucedidos.

Daniel Rodrigues. Foto: Tony D’Andrea

Talvez o momento mais dramático do swell tenha vindo de uma espetacular queda por cima do guidão de Gutemberg Goulart no Shock – seguida rapidamente de ser pego por dentro pelo tipo de onda com a qual você nunca sonharia.

Gutemberg Goulart. Vídeo: Lucca Biot

“Às vezes, a Natureza te lembra quem está no controle!” disse Goulart. “Na primeira onda, nunca consegui entrar, e a que estava atrás apenas me atingiu com força na zona de impacto. Por sorte, consegui voltar à superfície com pequenos cortes nos pés, mas minha prancha havia sumido e não foi encontrada em lugar nenhum.” Goulart rapidamente pegou uma prancha emprestada e deu outra chance. “Tudo parecia bem, mas Shock não perdoa, e eu paguei de novo!” ele disse. “Desta vez muito pior: um aperto de duas ondas e uma pequena viagem pelas rochas. Meu colete não funcionou corretamente, o que explica por que fiquei cerca de 25 segundos embaixo. ” (Verifique a sequência abaixo para um lugar que você preferiria não estar.)

Foto: Tony D’Andrea

Foto: Tony D’Andrea

Mesmo swell, o lado oposto do espectro até a praia. Foto: Matheus Couto

SWELL ASSINATURA

LOCALIZAÇÃO E MOVIMENTO DA TEMPESTADE: Uma forte baixa pressão se desenvolveu ao longo de um limite frontal a cerca de 750 milhas a sudeste do Rio de Janeiro na sexta-feira, 15 de abril. Flanqueada pela alta pressão que se deslocou da Argentina, a baixa permaneceu estacionária por alguns dias antes de se deslocar para o sul e ser absorvida por um sistema de tempestades maior sobre o Atlântico Sul.
VENTO DE TEMPESTADE / MAR MAIS FORTE: Busca muito bem direcionada com velocidades de vento de até 45 nós. Mares observados por satélite até 23 ‘com mares maiores provavelmente passando despercebidos.
PICO DE INTENSIDADE DE TEMPESTADE: Estimado 989 mb baixo flanqueado por 1024mb de alta pressão
SWELL TEMPO DE VIAGEM: 30-36 horas para o pico do swell
ALTURA DO INCHAÇO, PERÍODO E DIREÇÃO: Estimado 10-11 pés a 14-15 segundos do sul-sudeste em 17 de abril

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply

PREFEITURACONCURSOS.COM.BR PARTICIPE DO PROGRAMA ASSOCIADO DA AMAZON SERVICES LLC, UM PROGRAMA DE PUBLICIDADE DE AFILIADOS PROJETADO PARA FORNECER AOS SITES UM MEIO DE GANHAR CUSTOS DE PUBLICIDADE DENTRO E EM CONEXÃO COM AMAZON.IT. AMAZON, O LOGOTIPO AMAZON, AMAZONSUPPLY E O LOGOTIPO AMAZONSUPPLY SÃO MARCAS REGISTRADAS DA AMAZON.IT, INC. OU SUAS AFILIADAS. COMO ASSOCIADO DA AMAZON, GANHAMOS COMISSÕES DE AFILIADOS EM COMPRAS ELEGÍVEIS. OBRIGADO AMAZON POR NOS AJUDAR A PAGAR AS TAXAS DO NOSSO SITE! TODAS AS IMAGENS DE PRODUTOS SÃO DE PROPRIEDADE DA AMAZON.IT E DE SEUS VENDEDORES.
Prefeitura Concursos