Juiz do Supremo Tribunal Federal proíbe aplicativo de mensagens Telegram | Notícias de mídia social

Juiz brasileiro diz que plataforma de mensagens popular com o presidente Jair Bolsonaro descumpriu ordens judiciais.

Um juiz da Suprema Corte brasileira ordenou o fechamento do popular aplicativo de mensagens Telegram no país, efetivamente banindo um dos canais de comunicação favoritos do presidente Jair Bolsonaro antes das eleições deste ano.

Em decisão publicada na sexta-feira, o juiz Alexandre de Moraes ordenou que o aplicativo fosse bloqueado imediatamente em todo o país sul-americano, citando o descumprimento do Telegram de ordens das autoridades brasileiras e a remoção de mensagens que continham desinformação.

A decisão ocorre no momento em que Bolsonaro se prepara para buscar a reeleição em outubro, contando com o Telegram para reunir sua base em meio à queda do apoio público e às críticas sobre o tratamento de seu governo da crise do COVID-19. O presidente tem mais de 1 milhão de seguidores na plataforma.

“O desrespeito do Telegram pela lei brasileira e o repetido descumprimento de inúmeras decisões judiciais… é completamente incompatível com o estado de direito”, escreveu Moraes em sua decisão.

O juiz disse que a empresa se recusou repetidamente a cumprir decisões e pedidos da polícia, do Tribunal Superior Eleitoral e do próprio Supremo Tribunal Federal.

Isso inclui uma investigação ordenada pela Suprema Corte sobre alegações de que o governo Bolsonaro usou canais oficiais de comunicação para espalhar desinformação, disse ele. Bolsonaro entrou em confronto abertamente com Moraes, que ordenou que ele fosse investigado pessoalmente nesse caso.

O presidente foi ao Twitter na sexta-feira, postando um link para se inscrever em seu canal no Telegram, que ainda funcionava no Brasil à tarde.

“Nosso Telegram informa diariamente as pessoas de muitas ações importantes de interesse nacional, que muitos lamentavelmente omitem”, disse Bolsonaro. “Bem-vindo, e compartilhe a verdade.”

READ  Os Estados Unidos estão pressionando por uma meta de vacina, com mortes no Brasil atingindo novos máximos

Enquanto isso, o juiz deu a Wilson Diniz Wellisch, chefe da reguladora de telecomunicações Anatel, 24 horas para implementar a suspensão, que duraria até que o Telegram cumpra ordens judiciais pendentes, pague uma série de multas e apresente um representante do país perante o tribunal.

Moraes também ordenou que a Apple e o Google ajudem a impedir que usuários em suas plataformas possam usar o Telegram no Brasil; ambos os gigantes da tecnologia se recusaram a comentar.

A Anatel disse que “encaminhou a decisão judicial para as entidades que atuam no setor regulado”.

O Telegram, que se mostrou popular entre grupos de extrema-direita em todo o mundo, não respondeu a um pedido de comentário da agência de notícias Reuters. A Polícia Federal do Brasil também se recusou a comentar.

Em uma cartilha política semelhante à usada pelo ex-presidente dos EUA, Donald Trump, Bolsonaro disse várias vezes nos últimos meses que o sistema de votação eletrônica do Brasil foi fraudado durante a eleição presidencial de 2018, que ele venceu.

Ele também questionou a integridade das eleições deste ano, sugerindo que pode não aceitar os resultados se o sistema eletrônico não for alterado para um que inclua recibos impressos que possam ser recontados.

As alegações de Bolsonaro foram rejeitadas por especialistas judiciais brasileiros, e os críticos o acusaram de tentar semear dúvidas antes da votação para contestar os resultados.

Espera-se que o líder de extrema-direita enfrente o ex-presidente de esquerda Luiz Inácio Lula da Silva, que provavelmente vencerá Bolsonaro nas urnas.

Bolsonaro, que teve várias postagens bloqueadas no Facebook, Twitter e YouTube por violar suas regras sobre desinformação, tem incentivado ansiosamente sua base a segui-lo no Telegram antes das eleições de outubro.

READ  A Apple está lançando publicidade educacional 'Back to Uni' em países como Austrália e Brasil

A decisão “terá grandes repercussões políticas e eleitorais”, tuitou o analista político e especialista em comunicação digital Pablo Ortellado. “Isso pode mover uma das principais peças do jogo da campanha.”

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply

PREFEITURACONCURSOS.COM.BR PARTICIPE DO PROGRAMA ASSOCIADO DA AMAZON SERVICES LLC, UM PROGRAMA DE PUBLICIDADE DE AFILIADOS PROJETADO PARA FORNECER AOS SITES UM MEIO DE GANHAR CUSTOS DE PUBLICIDADE DENTRO E EM CONEXÃO COM AMAZON.IT. AMAZON, O LOGOTIPO AMAZON, AMAZONSUPPLY E O LOGOTIPO AMAZONSUPPLY SÃO MARCAS REGISTRADAS DA AMAZON.IT, INC. OU SUAS AFILIADAS. COMO ASSOCIADO DA AMAZON, GANHAMOS COMISSÕES DE AFILIADOS EM COMPRAS ELEGÍVEIS. OBRIGADO AMAZON POR NOS AJUDAR A PAGAR AS TAXAS DO NOSSO SITE! TODAS AS IMAGENS DE PRODUTOS SÃO DE PROPRIEDADE DA AMAZON.IT E DE SEUS VENDEDORES.
Prefeitura Concursos