No Brasil a variante COVID é 2,5 vezes mais contagiosa que a cepa ancestral

No início de janeiro de 2021, uma nova variante do vírus corona 2 da síndrome respiratória aguda aguda (SARS-CoV-2) foi identificada em viajantes que retornavam do Brasil. Essa variante, conhecida como “B1”, apareceu no final de novembro de 2020 e se espalhou por Manas, capital do estado da Amazônia brasileira, em dezembro seguinte.

Pesquisadores no Brasil coletaram amostras de taxas de infecção de indivíduos “vulneráveis” a cepas “expostas” à variante P1 e descobriram que a taxa de transmissão da nova variante era x2,5 vezes maior do que as cepas ancestrais inicialmente identificadas em Wuhan. . Eles também descobriram que os indivíduos afetados pela variante da Onda 1 original (6,4%) tinham um risco menor de recaída.

A versão impressa completa do artigo de revisão está disponível para leitura medRxiv* Servidor.

Modelo de unidade de determinação de mapa estendido, revelado, afetado e recuperado (SEIR) (SEAIHRD). S: vulnerável, E: exposto (pré-sintomático), H: hospitalizado (indivíduos gravemente afetados), I: afetado (indivíduos sintomáticos, não hospitalizados), A: assintomático. D: Pelo menos, R: Recuperado. As caixas são divididas em 3 classes de idade, não mencionadas aqui para simplificar. As caixas sem subíndice estão associadas à variante do tipo selvagem, enquanto as caixas com o subíndice 2 estão associadas ao VOC P.1. Linhas consecutivas representam o fluxo entre cada caixa. As linhas tracejadas indicam as vias de infecção. Os três parâmetros ajustados ao modelo são indicados por pequenas setas.

Renato Godinho e colaboradores obtiveram dados de casos internados no hospital doença Corona virus 2019 (COVID-19) de Manas por meio do Sistema Brasileiro de Vigilância Epidemiológica – SIVEP Gripe. Dados para pacientes internados no hospital entre 1º de novembroSt 2020 a 31 de janeiroSt 2021 foi usado para determinar as taxas de transmissibilidade e reprocessamento da variante B1. Durante esse período de três meses, a frequência da variabilidade aumentou de 0% dos pacientes em Manas para 73%. A equipe também usou os dados agora transmitidos para calcular a duração de 31St Até 15 de janeiroº Fevereiro, quando os dados foram coletados.

READ  Com o aumento do desemprego no Brasil, a startup Motu, centrada em correio, atrai investidores globais em tecnologia para uma nova rodada

Os pesquisadores usaram um modelo analítico definitivo para monitorar as taxas de infecção em três categorias: ‘hospitalizado’, ‘vítima’ (sintomático, mas não hospitalizado) e ‘assintomático’. Cada categoria foi subdividida em três categorias de acordo com a idade: ‘jovem’ (menos de 20 anos), ‘adulto’ (entre 20 e 60) e ‘mais velho’ (mais de 60). Eles compararam a variante B1 com a variante original para estimar as taxas de câmbio e reconstituição.

Seus resultados estimam que a taxa de transferência de P1 com os achados de outros estudos é maior do que a cepa original (x 1,4-2,2).

A variante B1 é encontrada atualmente em pelo menos 25 países. De acordo com Govinho e colegas, se a imunodeficiência é uma característica importante do COVID-19, o estudo descobre que a prevalência de P1 é baixa e reconhece que o estudo é um tanto limitado pela amostra de conveniência e pequeno tamanho da amostra. No entanto, eles alertam que medidas de mitigação intensivas e mais estudos imunológicos e patológicos são necessários para compreender completamente o nível de B1.

*Últimas notícias

medRxiv Publica relatórios científicos preliminares que não foram revisados ​​preliminarmente e, portanto, não devem ser considerados conclusivos e não devem ser considerados como orientação ou informação estabelecida sobre a prática clínica / comportamento relacionado à saúde.

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply


Copyright © prefeituraconcursos.com.br.
prefeituraconcursos.com.br is a participant in the Amazon Services LLC Associates Program, an affiliate advertising program designed to provide a means for sites to earn advertising fees by advertising and linking to Amazon.com.br. Amazon, the Amazon logo, AmazonSupply, and the AmazonSupply logo are trademarks of Amazon.com, Inc. or its affiliates.
….
Prefeitura Concursos