Vendas no varejo no Brasil caíram pelo terceiro mês consecutivo em janeiro

Foto de arquivo: Pessoas caminhando por uma rua comercial popular no meio do surto do vírus corona de 17 de dezembro de 2020 (Covit-19) em São Paulo, Brasil. REUTERS / Amanda Perobelli

BRASÍLIA (Reuters) – As vendas no varejo brasileiro caíram pelo terceiro mês consecutivo na sexta-feira, segundo dados oficiais divulgados nesta sexta-feira, em grande parte em linha com as expectativas, levando a queda nas vendas de supermercados, alimentos e bebidas e enfraquecimento no setor de vestuário e setor de calçados.

A queda foi em grande parte devido ao vencimento das remessas governamentais de emergência em 31 de dezembro para milhões de famílias pobres para ajudá-las com a epidemia do Govt-19, de acordo com pesquisadores da agência de estatísticas do governo IPGE.

A queda mensal de 0,2% na pesquisa da Reuters feita por economistas foi ligeiramente menor do que a previsão de queda de 0,3%, e a queda de 0,3% em relação ao mesmo mês do ano anterior foi um pouco maior do que a previsão de queda de 0,25%.

Esta é a segunda maior queda desde janeiro, após uma queda de 6,2% nas vendas no varejo em dezembro.

As vendas caíram em janeiro em quatro dos oito segmentos que cobrem o IPGE. As vendas de supermercados, alimentos e bebidas caíram 1,6%, enquanto as vendas de roupas e calçados caíram 8,2%.

Em uma base mais ampla, incluindo carros e materiais de construção, o IPGE informou que as vendas no varejo em janeiro caíram 2,1% no comparativo mensal, queda de 2,9% em relação a janeiro de 2020.

O IPGE informa que as vendas no varejo na maior economia da América Latina caíram 6,5% desde que atingiram níveis recordes em outubro do ano passado.

We will be happy to hear your thoughts

Leave a reply

Prefeitura Concursos